(31) 4063-9493 | 3146-9493     comercial@analyticsbrasil.com.br

    • (31) 99725-4404

Análise Preliminar do Risco para Higiene Ocupacional (APR-HO)

Por:Redator Analytics Brasil
Higiene Ocupacional

19

mar 2018

A Análise Preliminar do Risco para Higiene Ocupacional (APR-HO) é um documento de cunho informativo que visa caracterizar e reconhecer a exposição a riscos ocupacionais de trabalhadores em uma empresa, através de pesquisa de campo e coleta de informações após a observação das atividades executadas no ambiente ocupacional.

Para saber mais sobre a APR-HO, continue lendo este artigo! Não deixe de curtir nossa FanPage para ficar por dentro de todas as dicas e novidades.

Análise Preliminar do Risco para Higiene Ocupacional

A APR-HO é uma importante ferramenta que visa basicamente caracterizar as exposições dos trabalhadores à agentes ambientais. Este é um documento que deve ser integrado ao Programa de Prevenção de Riscos Ambientais (PPRA). Através de pesquisa de campo e observação de atividades exercidas por um determinado Grupo Homogêneo de Exposição (GHE), a APR-HO possui participação importante na eficácia de medidas de controle de riscos pois a partir dela é possível priorizar as avaliações ambientais e medidas de controle, subsidiando as tomadas de decisão.

O documento base da APR-HO deve ser revisado anualmente ou quando houver mudanças nos processos (equipamentos, procedimentos, layout, insumos e etc) e/ou quando indicadores ou queixas da área médica o indicarem, afim de garantir a saúde e integridade física dos trabalhadores.

Metodologia

A APR-HO deve ser construída através de etapas. A primeira etapa é a coleta de informações, como a observação e descrição das atividades, do ambiente de trabalho, do local e setores que estão sendo observados. Todos os processos e atividades envolvidos na análise devem ser documentados de forma descritiva.

Após a coleta de informações, todos os agentes ambientais presentes no ambiente devem ser documentados, sejam eles físicos, químicos ou biológicos. É importante especificar os agentes e as fontes geradoras (origem do agente ambiental), para que a APR-HO seja assertiva.  Todos os GHEs devem ser listados, bem como suas funções e atividades exercidas na empresa. Este procedimento auxilia o profissional de HO a mapear quais grupos podem estar mais expostos aos agentes ambientais.

Deve-se realizar a categorização do risco, pois é através deste procedimentoque será possível prioridade asações, seja ela de monitoramento ou de controle. Isto é de suma importância para a tomada de decisão, pois a partir desta é possível, numericamente, visualizar a melhor e a pior situação em relação aos riscos identificados.

No Quadro I é mostrado um exemplo de matriz de categorização que pode ser utilizada na APR-HO.

Quadro I: Categoria de Riscos

 

CATEGORIA

DE RISCO

SITUAÇÃO

NÃO AVALIADA AVALIADA(*)
  1. IRRELEVANTE
• O agente e/ou as condições de trabalho não representam risco potencial de danos à saúde nas condições usuais industriais, descritas em literatura, ou representam apenas um aspecto de desconforto e não de risco.
  • O agente foi avaliado, mas é quantitativamente desprezível frente aos critérios técnicos.

• A exposição se encontra sob controle   técnico e abaixo do nível de ação

  1.   DE ATENÇÃO
• O agente representa um risco moderado à saúde, nas condições usuais industriais descritas na literatura, não causando efeitos agudos.

• O agente não possui limite de exposição do tipo teto e o valor de limite de exposição do tipo média ponderada é consideravelmente alto (centenas de ppm).

•Não há queixas médicas sistematizadas aparentemente relacionadas com o agente.

•A exposição se encontra sob controle técnico e acima do nível de ação, porém abaixo do limite de tolerância tipo média ponderada
  1. CRÍTICA
•O agente pode causar efeitos agudos

•O agente possui limite de exposição do tipo valor teto ou possui limite de exposição do tipo média ponderada muito baixo (alguns ppm).

•As práticas operacionais e/ou as condições industriais indicam aparente descontrole de exposição.

•Há possibilidade de deficiência de oxigênio.

•Não há proteção cutânea específica no manuseio de substâncias com notação pele.

•Há queixas sistematizadas específicas e indicadores biológicos de exposição excedidos (PCMSO)

•A exposição não se encontra sob controle técnico, está acima do limite de exposição do tipo média ponderada

 

  1. NÃO TOLERÁVEL
•Envolve exposição a carcinogênicos, mutagênicos ou teratogênicos suspeitos ou comprovados em humanos.

•Há situações aparentes de risco grave e iminente por agentes ambientais

•Há risco aparente de deficiência de oxigênio

•O agente possui efeitos agudos, baixos limites de exposição e IPVS (concentração imediatamente perigosa a vida e a saúde).

•As queixas são específicas e frequentes, com indicadores biológicos de exposição excedidos.

•Há exposição cutânea severa a substâncias com notação pele.

•A exposição não se encontra sob controle técnico e está acima do valor teto/ valor máximo.

 

Caso existam medidas que foram adotadas para controlar os agentes ambientais presentes no ambiente ocupacional, devem-se descrever estas medidas. É necessário identificar o que já está sendo feito para reduzir ou neutralizar os riscos causados pelos agentes, a fim de determinar procedimentos eficazes para que os riscos não prejudiquem a saúde dos trabalhadores.

A Análise Preliminar de Riscos deve ser elaborada por um profissional capacitado, com a finalidade de evitar erros de análise que prejudiquem a efetividade do reconhecimento dos riscos ambientais, das medidas de controle e neutralização dos mesmos.

Abaixo mostramos um exemplo de planilha que pode ser utilizada para a elaboração de sua APR-HO.

Análise Preliminar de Riscos – Higiene Ocupacional (APR-HO)

Empresa: Unidade:
Local:
Funções: N° de expostos:
Descrição das atividades/tarefas desempenhadas:
Descrição do ambiente de trabalho:

Agente Ambiental

Fonte

Medidas de Controle Existentes

Efetiva ou Medida de controle futura?

Categoria de Risco

Efeitos à Saúde

Recomendações / Sugestões /
Observações

Analytics Brasil: Higiene Ocupacional ao alcance de suas mãos.A Analytics Brasil faz uso das metodologias propostas pela NIOSH e OSHA, contando com ACREDITAÇÃO TOTAL DA AIHA (Associação Norte-Americana de Higiene Industrial) desde o ano de 1981. Além disso, os dados obtidos nos relatórios de nossas análises são comparáveis com os limites de tolerância da legislação brasileira e da ACGIH com o objetivo final de determinar se o local é seguro e está em conformidade, eliminando passivos trabalhistas e insalubridade associados com a exposição no local de trabalho.

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Fontes:

https://drive.google.com/file/d/0B9tUJsJwMVewek1NODBaWXFjUTg/view
http://www.js.srv.br/reportagens/15_12_2015.pdf


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

comercial@analyticsbrasil.com.br