(31) 4063-9493 | 3146-9493     [email protected]

    • (31) 99725-4404

Exposição a benzeno em postos de combustíveis

Por:Redator Analytics Brasil
Análises Químicas | Higiene Ocupacional

05

jun 2020

Em 2016, foi incluso o Anexo II na NR-9 e muitas dúvidas sobre sugiram a partir de então. Quer compreender um pouco melhor e saber o que levar em consideração ao avaliar as exposições a benzeno em postos revendedores de combustíveis?  

Acompanhe este artigo!  

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!    

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas  lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa  live  da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga!   

 

O que é o Benzeno? 

O benzeno é um hidrocarboneto aromático de fórmula C₆H₆, e é a base para esta classe de hidrocarbonetos: todos os aromáticos possuem um anel benzênico em sua estrutura. 

A principal fonte de benzeno em postos revendedores de combustíveis é a gasolina. Em óleo diesel, por se tratar de uma fração bem mais pesada do petróleo, não se espera presença de benzeno. 

 

O Anexo II da NR-9 

O Anexo II da NR-9 trata da Exposição Ocupacional ao Benzeno em Postos Revendedores de Combustíveis. No Brasil, essa exposição é preocupante principalmente para os frentistas que estão continuamente expostos a presença de benzeno. Outro ponto, é que na maioria das vezes tais trabalhadores não estão devidamente orientados sobre os riscos ocupacionais envolvidos. 

 

Avaliação de benzeno  

Na ACGIH é previsto limite de tolerância para benzeno e para a gasolina, este segundo já foi estabelecido considerando-se o benzeno presente nela. Além disso, o reconhecimento de riscos e as avaliações devem ser feitos em todas as áreas afins do posto e não apenas com os frentistas. Também deve-se dar atenção aos sistemas de ar condicionado, se eles estão captando ar do lado externo e jogando para uma sala, pode-se estar expondo os trabalhadores presentes nela. Além disso, deve-se avaliar os locais de carregamento e descarregamento de combustíveis. 

 

Legislação previdenciária e trabalhista 

A legislação previdenciária prevê aos trabalhadores expostos a agentes cancerígenos, listados na LINACH, o direito a aposentadoria especial. Para exposição ao benzeno, por pertencer ao Grupo 1 dos compostos comprovadamente cancerígenos, esse direito independe do limite de tolerância, pois qualquer intensidade de exposição pode ser prejudicial à saúde. 

Já a legislação trabalhista prevê periculosidade, no caso do frentista, devido a manipulação de produtos inflamáveis. 

 

A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer palestras de cunho educativo sobre higiene ocupacional. Contate-nos e saiba mais! 


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

[email protected]