(31) 4063-9493 | 3146-9493     comercial@analyticsbrasil.com.br

Como encarar análises de nafta no meu PPRA?

Por:Analytics Brasil
Análises Químicas

30

maio 2019

Neste artigo vamos falar um pouco mais sobre as naftas, compostos derivados dos destilados de petróleo e de misturas de hidrocarbonetos. A principal dúvida é: Como encarar as análises de nafta no PPRA?

Acompanhe este artigo e  saiba mais!

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as novidades!

Nafta: O que é?

A nafta pode ser definida como as várias misturas de hidrocarbonetos líquidos, que são altamente inflamáveis e que se originam do petróleo. A nafta um líquido amarelado de cheiro característico., utilizada para fazer a tão conhecida gasolina, entre muitos outros produtos.        

Como fazer a análise de nafta?

Para uma boa análise de naftas você deve recorrer à ACGIH e verificar o anexo H sobre o procedimento de cálculo recíproco para naftas, neste anexo são retirados os limites da maioria das naftas, normalmente, aquelas que não possuem limite estabelecido.

O anexo H  da ACGIH é aplicável apenas para solventes refinados de petróleo, enquanto os limites são calculados conforme a composição bruta deste solvente – do líquido e não da amostra de ar.

Muitas pessoas coletam a amostra de ar em tubo de carvão, e com base nessa composição de amostragem do ar é calculado o limite de acordo com o cálculo recíproco. Entretanto este não é um método validado e que não está estabelecido no anexo H da ACGIH.

É dever do fabricante disponibilizar informações sobre a composição esperada do líquido ou do solvente com base na quantidade de carbonos e sua estrutura molecular. Somente a  partir dessa orientação que se torna possível fazer a quantificação da nafta.

Ao coletar a amostra com o tubo, o laboratório quantifica essa nafta e o limite é estabelecido pelo fabricante através da composição deste líquido. Caracterizar esta nafta é um processo complexo, poucos laboratórios que fazem esta caracterização de acordo com a composição bruta.

Lembre-se que a varredura de solventes não é uma saída para coleta de amostras para nafta.

A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer palestras de cunho educativo sobre higiene ocupacional. Contate-nos e saiba mais!

Confira o vídeo completo, disponível no Youtube: Como encarar análises de nafta no meu PPRA?


Compartilhe:

Av. dos Andradas 3323 - Sala 1108/1109, Santa Tereza - BH/MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

comercial@analyticsbrasil.com.br