(31) 4063-9493 | 3146-9493     [email protected]

    • (31) 99725-4404

Exposições que duram 5 minutos, como amostrar exposições ocupacionais de curta duração? 

Por:Redator Analytics Brasil
Sem categoria

30

maio 2020

O que fazer quando a exposição a um agente químico só dura 5 ou poucos minutos? 

Acompanhe este artigo!  

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!    

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana,  clique aqui e garanta a sua vaga!   

Muitas pessoas têm dúvidas sobre como avaliar os agentes químicos onde há curta duração da exposição. Para responder a esta dúvida, devemos nos apoiar nos limites de tolerância 

Hoje temos 6 tipos de limites de tolerância na legislação brasileira, são eles os limites dos tipos: média ponderada no tempo, valor teto, valor máximo de curta duração, valor máximo admissível, asfixiantes e limite de exposição para superfície. Quando se fala de exposições de curta duração, deve-se ficar atento, principalmente aos limites TWA, STEL, teto e aos valores máximos permitidos. 

Quando se têm agentes químicos com limite do tipo TWA, preocupa-se com a exposição média do trabalhador ao longo de toda a sua jornada de trabalho. Uma exposição de 5 min frente a este limite tende a não ser relevante, justamente porque o pico de exposição nestes minutos não é representativo para o restante da jornada, então essa exposição seria “diluída” durante as 8 horas diárias de trabalho, salvo aqueles casos em que os limites são muito baixos e as exposições são muito altas. Se essa substância não possui TLV STEL ou teto, aplica-se a seguinte regra: em nenhum momento da jornada, as exposições podem ser superiores a 5 vezes o valor do limite TWA. Porém se as exposições estiverem com valores de 3 a 5 vezes do valor do limite TWA, elas podem durar apenas 15 minutos e se repetirem 4 vezes ao dia com intervalo de 1 hora. Então, se tivermos exposições extremamente altas para agentes que só tenham limite TWA, faz sentido amostrar? Sim, mas não realizar amostras da jornada completa e sim amostragens de 15 minutos para aplicação desta regra de ouro. 

Se temos limites do tipo teto, as exposições não podem ultrapassar o limite em momento algum, neste caso as amostragens devem se instantâneas ou no menor tempo possível, e uma exposição de 5 minutos faz total sentido. Uma exposição a um agente com limite teto, pode agravar um estado de saúde mesmo que ocorra apenas por segundos.  

Um outro limite de curta duração é o limite do tipo STEL, este limite é para exposições de 15 minutos. Um limite STEL nunca pode ser ultrapassado. Se as exposições estiverem entre o TWA e o STEL, essa exposição só pode durar 15 min, se repetirem 4 vezes ao dia com intervalo de 1 hora. Como o STEL não pode ser ultrapassado em tempo algum, faz total sentido quantificar este agente mesmo que seja numa exposição de poucos minutos, além do mais, temos que medir durante este tempo de 15 minutos para verificar se essa exposição está ou não entre os valores do TWA e o STEL. 

A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer palestras de cunho educativo sobre higiene ocupacional. Contate-nos e saiba mais!  


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

[email protected]