(31) 4063-9493 | 3146-9493     comercial@analyticsbrasil.com.br

Guia para minimizar o impacto de suas escolhas erradas

Por:Analytics Brasil
Análises Químicas | Analytics Brasil

29

set 2019

Como selecionar o melhor laboratório para análises químicas e entender quais são os critérios mais importantes para esta escolha? Neste Guia você irá compreender alguns dos pontos primordiais para a avaliar a exposição dos trabalhadores.

Acompanhe o artigo e saiba mais!

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana, clique aqui e garanta a sua vaga!

Neste artigo você irá aprender…

  1. Quem é o responsável pela seleção do método de análise? O laboratório ou os profissionais que estão em campo?
  2. O método escolhido é o mais adequado para avaliar a exposição?
  3. Como selecionar o método de análise?
  4. Como selecionar o laboratório de análise?

Temos uma cultura aqui no Brasil, de que a primeira decisão a ser tomada é a escolha do laboratório ao invés do método, um pouco diferente dos Estados Unidos… e depois verificamos qual laboratório é adepto ao método. 

Iniciaremos então explicando o que é o Laboratório de Análises Químicas e sua importância na caracterização e análise de compostos químicos do ar.

O que é um Laboratório de Análises Químicas?

Você sabe como é realizada uma análise química dentro de um laboratório?

Para a maioria, principalmente para os atuantes em Higiene Ocupacional, o laboratório é considerado uma “caixa preta”.

Em que se tem um cassete e um tubo, e uma amostra entra nessa caixa preta, acontece alguma coisa lá dentro, e do outro lado sai um relatório…e muita vezes você não sabe o que aconteceu dentro dessa “caixa preta”.

E aí, como você deve escolher esses fornecedores? Conheça alguns critérios:

  1. Competência

É preciso medir a competência do laboratório. Hoje existem formas dela ser medida, como é o caso da ISO 17025, mas ela não é a única… 

Existem outros parâmetros, como os ensaios de proficiência:

O meu laboratório é realmente eficiente? O que ele faz? Ele realmente tem um atestado de alguém superior a ele que atesta que ele é competente no que executa?

A norma ISO 17025 é uma norma que foi atualizada em 2017 que apresenta os Requisitos Gerais para Competência de Laboratórios de Ensaio e Calibração.

O que é um laboratório de ensaio? 

O ensaio é qualquer medição. Quando estou realizando uma medição, estou fazendo um ensaio.

Qualquer tipo de laboratório que faça Medição e Calibração de Equipamentos pode solicitar uma acreditação na ISO 17025 para a calibração que ele deseja. 

A ISO 17025 pode ser aplicada a vários tipos de laboratórios.

Por exemplo, um laboratório de alimentos que deseja detectar uma quantidade de toxinas em um alimento para exportação.

Fica a critério de cada laboratório estabelecer os procedimentos e parâmetros de qualidade interna. O laboratório não é acreditado, o que existe é uma análise ou processo acreditado. 

Quanto aos tipos de Acreditação

Hoje existem duas principais: INMETRO e AIHA

O INMETRO é o Órgão Regulador Brasileiro, ele quem realiza as acreditações na norma ISO 17025 no Brasil. A AIHA também tem um processo de certificação de laboratórios, que é reconhecida internacionalmente como a melhor certificação, pois não é generalista como o INMETRO.

Acreditação Inmetro

  • Responsável pela Acreditação no Brasil
  • Acreditação generalista da qualidade de laboratório
  • Não é específica para uma área de atuação
  • Não determina como devem ser os procedimentos internos
  • Auditorias conduzidas por profissionais da qualidade com experiência em análises químicas. Não são especialistas em Higiene Ocupacional
  • Não há ensaios interlaboratoriais específicos, fica a cargo do laboratório a contratação.

O que é um Ensaio de Proficiência?

“Os laboratórios que pretendem obter a acreditação devem demonstrar a sua competência para realizar os ensaios e calibrações para os quais buscam a acreditação, por meio da participação satisfatória em atividades de ensaios de proficiência.”

Indica se o laboratório está conseguindo atingir os níveis mínimos de qualidade na análise. O laboratório compra amostras cuja concentração é determinada. É contratado um órgão que prepara algumas amostras e só ele sabe a real concentração preparada.

As amostras são enviadas para o laboratório,  são identificados possíveis erros e o órgão dá as notas. 

Acreditação AIHA

  • Específica para a Higiene Ocupacional
  • O Manual de Acreditação da AIHA especifica quais procedimentos de controle de qualidade que devem ser implementados pelo laboratório
  • Auditorias realizadas por higienistas ocupacionais certificados
  • Necessária a aprovação em duas rodas de ensaios interlaboratoriais promovidos pela AIHA, e a cada 6 meses as rodadas são repetidas

Peça ao laboratório o Escopo de Acreditação. Aqueles parâmetros que você quer medir devem ser acreditados dentro desse laboratório. Caso o escopo não esteja disponível ou o laboratório não deseja fornecer, você pode baixá-lo diretamente no site do INMETRO.

  1. Desempenho do Laboratório 

Os laboratórios devem manter periodicamente ensaios interlaboratoriais para avaliação do desempenho:

  1. Amostras com concentração “conhecida” são enviadas para os laboratórios analisarem
  2. Os laboratórios desconhecem a concentração da amostra
  3. As amostras são analisadas e os relatórios com os resultados são enviados para o organizador do programa
  4. O organizador atribui uma nota de desempenho para o laboratório

Guia de Seleção de Laboratório

  1. Necessidade de Acreditação?
  2. Definir o tipo de acreditação
  3. Verificar se o método está no escopo de acreditação
  4. Avaliar o desempenho do laboratório no ensaio Interlaboratorial

Finalmente, quem é o responsável por selecionar o método de análise?

É você Higienista Ocupacional!

Os métodos NIOSH e OSHA apresentam as especificidades para as análises químicas e as coletas de amostras: aplicações, limitações, faixas de atuação, interferentes e precauções especiais.

Como saber se o método é aplicável para a minha exposição?

  1. Leia o método
  2. Verifique se os agentes que você procura podem ser analisados pelo método
  3. Há alguma substância química presente no ambiente que possa interferir na análise?
  4. Há alguma condição ambiental especial para ser respeitada nessa amostra?

Por exemplo:

No caso da análise de formaldeído,  se a acetona estiver presente no ambiente ela pode ser um interferente.

 


Compartilhe:

Av. dos Andradas 3323 - Sala 1108/1109, Santa Tereza - BH/MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

comercial@analyticsbrasil.com.br