(31) 4063-9493 | 3146-9493     comercial@analyticsbrasil.com.br

    • (31) 99725-4404

O laboratório de HO: Saiba de fato o que ele faz

Por:Leandro Magalhães
Higiene Ocupacional

19

nov 2021

Os mitos sobre o laboratório de HO: Saiba de fato o que ele faz. 

Quando procuramos por qualquer serviço é sempre importante saber o que ele oferta e se isto irá nos atender. Com o laboratório químico para HO, não é diferente. Conhecer o seu papel nas avaliações ocupacionais nos ajuda a compreender o que está ao seu alcance e quais são suas limitações. 

Acompanhe este artigo!    

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!      

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga!     

A diferença entre identificar e quantificar 

Muitas vezes, imagina-se que as avaliações conseguem rastrear quais agentes estão presentes no ar, contudo, não é bem isto que o laboratório de HO faz. As análises são capazes apenas de quantificar determinado agente que já se pressupõe estar no ambiente. Por isso, é importante ficar atento aos pedidos de varreduras, pois elas somente irão medir a concentração de substâncias já pré-determinadas pelo laboratório responsável. Assim, é essencial verificar se o escopo destas avaliações coincide com os agentes levantados em seu reconhecimento de riscos. Caso não seja compatível, pode ocorrer negligência dos agentes de risco não contemplados.  

Além disso, se deve levar consideração a possibilidade de adotar “varreduras personalizadas”. Isto é, avaliações em conjunto apenas das substâncias identificadas no reconhecimento de riscos. Assim, a depender do número de análises, esta última opção pode ofertar melhor custo-benefício do que as varreduras tradicionais. 

As atuações de um laboratório de HO 

Estar a par do real papel do laboratório de HO influencia inclusive em como vamos elaborar o nosso orçamento para análise de agentes químicos e assim evitamos abordagens genéricas, como por exemplo: “Fumos Metálicos e Poeira Metálicas”. Quando falamos de avaliação laboratorial, esta distinção não interfere em como irá se proceder com as análises das amostras, pois tais expressões se referem as formas de exposição, e como o objetivo do laboratório é quantificar, estas informações não são uma preocupação do laboratório de HO. Por outro lado, elas são relevantes para o Higienista Ocupacional em outros momentos: quando se está reconhecendo os riscos e posteriormente, na busca de soluções para controlá-los. 

Ainda é válido reforçar que a análise laboratorial não identifica o tamanho das partículas, isto é, as respectivas frações do particulado: total, inalável e respirável. A seleção do tamanho de partícula ocorre no momento da coleta por meio do uso ou não de seletores de partículas como: ciclones e suporte IOM. Devido a isso, é essencial que a identificação dos possíveis agentes envolvidos e do diâmetro de suas partículas seja feita antecipadamente no reconhecimento de riscos. 

É importante conhecer o básico das técnicas de análise empregadas para avaliação dos agentes químicos, isto porque, ajuda a compreender como os laboratórios irão proceder com as amostras bem como permite saber como a amostragem pode influenciar no resultado final das avaliações. Por exemplo, as avaliações para Negro de Fumo, são operadas pelo método da Gravimetria. Em resumo, esta técnica irá fazer a pesagem do filtro do amostrador que realizou a coleta e posteriormente, conhecendo o peso do filtro vazio, efetua-se um cálculo de subtração para obter somente a massa de particulado coletado. Como durante a amostragem e análise, não haverá caracterização química da amostra, caso haja no ambiente outras partículas além do agente em questão, elas podem contaminar sua amostra e serem contabilizadas na massa obtida, o que pode levar a interpretações e conclusões equivocadas de seu resultado.  

Saber o que de fato um laboratório químico de Higiene Ocupacional faz nos mostra que a atuação do profissional em Higiene Ocupacional não está desvinculada do âmbito laboratorial, os processos estão relacionados e geram impactos para ambos lados. Enxergar o laboratório de HO apenas como um gerador de relatórios, pode comprometer suas análises e impedir que entregue um serviço de qualidade aos seus clientes. 

A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer cursos e palestras sobre reconhecimento e avaliação de agentes químicos para higiene ocupacional.   

Contate-nos e saiba mais! 


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

comercial@analyticsbrasil.com.br