(31) 4063-9493 | 3146-9493     [email protected]

    • (31) 99725-4404

Mineração: Riscos Químicos e Higiene Ocupacional

Por:Redator Analytics Brasil
Higiene Ocupacional

05

fev 2021

A Indústria da Mineração é uma das mais relevantes em nosso país. As atividades, em larga escala e que empregam um grande número de trabalhadores, montam um cenário complexo e delicado quando tratamos de saúde ocupacional. Ao falarmos de riscos químicos, infelizmente, muitos profissionais ainda estão presos na generalização da “poeira mineral”. Mas poeira é mesmo um agente de risco? 

Acompanhe este artigo!

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!     

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas aulas gratuitas sobre temas que irão facilitar a avaliação de Agentes Químicos para Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana,  clique aqui  e garanta a sua vaga!

Quais são os riscos presentes na indústria da mineração? Todos os dias recebo várias dúvidas como esta e a resposta pode surpreender a muitos. Não há como saber! Não existem padrões para reconhecimento e avaliação de riscos químicos. Cada atividade, operação, empresa, situação de exposição pode ser diferente uma da outra. Cabe ao profissional de Higiene Ocupacional, ir à campo e reconhecer todos os riscos.

Na indústria da mineração só há risco a Poeira Mineral? 

Ao generalizar um risco com o termo “Poeira Mineral” o profissional responsável, pode não conhecer os verdadeiros agentes de risco daquela atividade. Qual a composição dessa poeira? Todo minério é igual?  

É de suma importância uma análise prévia para determinação de quais são os possíveis agentes presentes na lavra. Uma boa pista é o metal alvo da mina, ele pode ser um agente de risco considerável. Por exemplo, em uma mina de manganês, espera que se tenha manganês naquele ambiente, afinal de contas se não houvesse manganês, por que haveria esforço para minerá-lo? Parece simples, mas este tipo de lógica compõe o raciocínio crítico que direciona o higienista ocupacional. 

Toda mineração possui sílica cristalina? 

A exposição a sílica cristalina não é regra em todos os processos de mineração. Fatores como a região da mina, a profundidade da cava e formação geológica afetam a composição do minério. Dessa maneira, nem todo minério possui quantidade relevante de sílica cristalina. Nesta situação, o geólogo responsável pela extração mineral é o principal aliado do Higienista Ocupacional.  

Na indústria da mineração só tem minério?  

Mesmo que os agentes que compõem a grande quantidade de poeira presente nos processos de mineração sejam as estrelas nesse cenário, é imprescindível considerar outras possíveis fontes de perigo, tais como: manutenção de maquinário, processos de pintura, gases gerados por motores de combustão, processos de solda e alvenaria, entre outros.  

A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer cursos e palestras sobre reconhecimento e avaliação de agentes químicos para higiene ocupacional.Contate-nos e saiba mais!

Quer complementar o assunto? Assista a aula abaixo:

Inscreva-se em nosso canal do Youtube clicando aqui.


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

[email protected]