(31) 4063-9493 | 3146-9493     [email protected]

    • (31) 99725-4404

Riscos Ocupacionais em Indústrias Petroquímicas

Por:Analytics Brasil
Análises Químicas | Analytics Brasil

13

out 2019

Veja neste artigo os principais riscos ocupacionais em Indústrias Petroquímicas e os principais métodos de prevenção de acidentes e para não contaminação desses trabalhadores. Continue lendo este artigo e saiba mais!

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana, clique aqui e garanta a sua vaga!

Neste artigo contamos com a colaboração do Engenheiro de Segurança do Trabalho e Especialista em Higiene Ocupacional, Rosemberg Rocha, que nos apresentará sua experiência nesse tipo de indústria.

Gerenciamento de Riscos em Indústrias Petroquímicas

Nesse artigo contamos com a colaboração do Rosemberg Rocha, que é higienista ocupacional da Refinaria Gabriel Passos da Petrobrás, engenheiro e técnico de segurança do trabalho e higienista ocupacional.

Nosso convidado Rosemberg, juntamente com toda a equipe de especialistas em Higiene Ocupacional da Petrobras, vêm executando um trabalho intenso e duradouro em prevenção e reconhecimento de riscos.  Trata-se de uma campanha em Higiene Ocupacional, uma campanha a longo prazo. 

Em que, durante um determinado período, o trabalho foi executado por uma equipe multidisciplinar e profissionais com especialização para levantamento de dados. E foram levantados uma série de riscos ocupacionais gerados no processo de refino do petróleo.

“A gente visualizou o trabalho utilizando algumas ferramentas. Além dos padrões internos da Petrobras, tivemos outras matrizes  externas de conhecimento público, como os manuais da FUNDACENTRO e suas metodologias e uma matriz principal, livro da AIHA”, relata Rosemberg.

O processo de avaliação de agentes em uma Indústria Petroquímica deve ter início a partir da caracterização básica dos processos, em 3 pilares:

  • A caracterização do ambiente de trabalho

Uma avaliação qualitativa, na qual é feito todo o conhecimento em loco do processo. Conhecimento da interação entre produto, processo e homem.

  • A caracterização da força de trabalho 

A caracterização do ambiente de trabalho é fundamental quando associada à força de trabalho. É necessária para definir uma matriz de risco e conseguir visualizar com mais clareza a caracterização dos agentes.

Por exemplo:

Uma pessoa que está no craqueamento – na área de destilação, ela vai ter uma exposição ao petróleo já refinado numa cadeia de carbono diferente da área do GLP, numa cadeia de carbono menor.

  • A caracterização do agente

Em que medida eles podem ser perigosos por natureza? Podem causar problemas pelo contato, inalação ou ingestão? 

A exposição das pessoas aos agentes químicos pode ocorrer de forma direta — quando os trabalhadores sofrem um acidente e entram em contato com os materiais, e de forma indireta, quando há vazamentos e poluição do ambiente, por exemplo.

Reconhecimento dos Processos Produtivos

“Quanto maior o grau API do petróleo mais qualidade ele tem, e mais leveza ele tem. Qual o impacto? Na questão da quantidade do carbono que um indivíduo pode estar exposto, e outros contaminantes inerentes a ele, como o enxofre.”

De acordo com Rosemberg, quando estamos falando de  processos de uma refinaria, eles são denominados processos dinâmicos. Não há a possibilidade de  caracterizar a verdadeira exposição de um grupo durante um ano, com apenas uma amostra. Para a estratégia de amostragem  ser colocada em prática é necessário que o higienista tenha um rol de dados para trabalhar. 

Em uma avaliação de agentes químicos é fundamental numa Avaliação Quantitativa, a gestão de dados, é necessário gerenciar o dado de vazão da amostragem. Ao controlar a vazão da bomba de amostragem, se ela não tiver dentro dos padrões estabelecidos na NHO 07, toda a amostra pode ser comprometida.

Campanhas de Longo Prazo

O que são as Campanhas de Longo Prazo?

Trata-se um trabalho mais detalhado em Higiene Ocupacional, baseado em procedimentos internos e tendo como escopo os métodos da NIOSH, AIHA

Na Campanha de Longo Prazo, o higienista ocupacional faz a caracterização do ambiente de trabalho, da força de trabalho e dos agentes. São montados os grupos de exposição, e feitos os sorteios dos grupos em aleatoriedade – tal processo é importante para que o avaliador não influencie no grupo de exposição.

Mas por que uma campanha de longo prazo? 

Quando não temos informação suficiente sobre o ambiente de trabalho é preciso estender o prazo de campanha. A base de dados é suficiente para utilizar os índices de julgamento? Para aqueles grupos abaixo do nível de ação, é preciso colocar um intervalo maior de monitoramento e, assim,  é possível saber quais os grupos acima do nível de ação.

“Para um trabalho de Higiene Ocupacional em refinarias é necessário o comprometimento da alta administração. A empresa em que você está atuando como consultor tem uma política de saúde e segurança estabelecida? A preservação da saúde é um valor?”, explica Rosemberg.

Portanto, de nada adianta o profissional realizar a coleta de inúmeras amostras e não dar nenhum resultado, por isso esse comprometimento administrativo é fundamental. Logo após é preciso partir para um trabalho qualitativo em campo, para o diagnóstico da real situação de perigo/risco. 

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!

A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer palestras de cunho educativo sobre higiene ocupacional. Contate-nos e saiba mais!

 


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

[email protected]