(31) 4063-9493 | 3146-9493     [email protected]

    • (31) 99725-4404

Riscos químicos ocupacionais: saiba mais!

Por:Redator Analytics Brasil
Higiene Ocupacional

09

mar 2018

O cotidiano dos trabalhadores é repleto de situações caracterizadas, muitas vezes, como perigosas, e que oferecerem diversos tipos de riscos de acidentes, riscos ergonômicos, biológicos, e muitos outros, conforme já tratamos anteriormente aqui no blog. Entre os mais perigosos estão os riscos químicos, que envolvem a probabilidade da ocorrência de um acidente ou ainda problemas de saúde (que só irão manifestar-se à longo prazo), devido a exposição e a manipulação de produtos químicos no dia a dia de trabalho. Para saber o que são riscos químicos e como neutralizá-los, continue lendo este artigo!

Não se esqueça de curtir nossa FanPage para ficar por dentro de todas as dicas e novidades.

Agentes de risco químico

As substâncias, compostos ou produtos que possam penetrar no organismo do trabalhador pela via respiratória na estrutura de poeiras, gases, neblinas ou vapores, ou ainda por exposição, são considerados agentes de risco químico.  Tais substâncias também podem ter contato com a pele, e, inclusive, serem absorvidos pelo organismo por ingestão.

Por seus diversos estados físicos nos ambientes de trabalho, os agentes químicos tornam-se uma grande ameaça que precisa ser combatida por profissionais especializados em Higiene Ocupacional.

Danos à saúde

O risco químico pode provocar irritações na pele e olhos, causando desde queimaduras leves, até um grau maior de risco causado por incêndios ou explosões químicas. Os efeitos maléficos à saúde vão depender do grau da exposição do trabalhador, como a duração da exposição, qual é o contato do colaborador com tais agentes químicos, e pode causar até doenças respiratórias, doenças em órgãos como os rins e o fígado, além do câncer.

Efeitos causados por substâncias químicas

Efeitos irritantes: São os efeitos causados por produtos como: ácido clorídrico, ácido sulfúrico, amônia, soda cáustica e cloro. Todos são substâncias que provocam irritação das vias aéreas superiores.

Efeitos asfixiantes: Os efeitos asfixiantes são comumente causados por gases como hidrogênio, nitrogênio, hélio, metano, acetileno, dióxido de carbono, monóxido de carbono e outros. Todos causam dor de cabeça, náuseas, sonolência, convulsões, coma e, em casos extremos, até a morte.

Efeitos anestésicos: As substâncias butano, propano, aldeídos, acetona, benzeno, alcoóis, e outros gases, também tem ação depressiva sobre o sistema nervoso central, provocando danos a diversos órgãos.

Como combater riscos químicos?

A primeira etapa para se combater qualquer tipo de risco, é mapear todos os riscos do seu ambiente de trabalho. A Analytics Brasil presta serviços de análises químicas do ar voltadas para a Higiene Ocupacional. Ao realizar o procedimento de mapear riscos químicos no ambiente de trabalho, será possível diminuir os riscos do dia a dia dos trabalhadores.

Já com as informações do mapa de risco em mãos, é importante que você saiba como armazenar os agentes químicos que estão estocados na sua empresa. A Analytics Brasil também presta consultoria e assessoria em Higiene Ocupacional para empresas. Contate-nos e saiba mais.

Ficou alguma dúvida? Deixe seu comentário!

Referências Bibliográficas

ABHO – Artigo ‘Agentes Químicos’

Riscos Químicos – UNIFAL/MG


Compartilhe:

Av. Bernardo Monteiro, 971 - 10 andar, Funcionários - Belo Horizonte /MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99725-4404

[email protected]