(31) 4063-9493 | 3146-9493     comercial@analyticsbrasil.com.br

Tubos colorimétricos para agentes químicos, ainda devo usar?

Por:Analytics Brasil
Análises Químicas | Analytics Brasil

09

fev 2020

Um dos maiores paradigmas da Higiene Ocupacional está relacionado aos tubos colorimétricos, como utilizá-los e porque ainda utilizá-los. Saiba que eles podem ser uma ótima ferramenta para o higienista ocupacional,  e tudo irá depender de qual será o objetivo para que eles sejam utilizados. 

Não se esqueça de curtir a nossa FanPage e ficar por dentro de todas as dicas e novidades!  

Todas as terças-feiras às 19h temos nossas lives sobre o que há de mais novo e mais moderno em Higiene Ocupacional. Um conteúdo técnico e direcionado da área. Toda semana um assunto novo e convidados especiais. Aproveite e se inscreva para a nossa live da próxima semana, clique aqui e garanta a sua vaga!  

O que são os Tubos Colorimétricos?  

Os tubos colorimétricos são tubos de vidro com uma escala impressa em seu corpo, com isso, em que é possível ler e identificar a concentração dos agentes, igual um termômetro.  Cada tubo contém uma ampola de vidro, com uma resina – um material adsorvente em que ele é tratado quimicamente, e sensível à substância alvo.  À medida que o contaminante vai reagindo com o tubo, ele vai mudando de cor completamente. 

Esses tubos são datados na década de 30, então desde 1930 já são utilizados os tubos colorimétricos. Os primeiros tubos utilizados foram para detecção de monóxido e dióxido de carbono. Porque era preciso mensurar a concentração desses contaminantes, principalmente nas minas.  

Quais as vantagens da utilização? 

  • As medições no campo, podem facilmente ser executadas por qualquer pessoa, a qualquer hora e em qualquer lugar, em um curto espaço de tempo. 
  • Rápida leitura direta, devido à escala calibrada impressa diretamente no tubo. 
  • Baixo custo, se compararmos com outros métodos de análise. 
  • Indicado para identificar a presença de efeitos agudos. 

Muitos profissionais acreditam que esses tubos têm erros graves e que não podem ser utilizados para fazer medição, mas não é bem assimHá bastante controvérsias a respeito dos tubos, porque eles são utilizados de forma errônea para se coletar os agentes.  

Para fazer uma amostragem TWA ou média ponderada no tempo eles não são os mais indicados. Tendo em vista que nesse caso, com a utilização dos tubos colorimétricos, você terá vários pontos instantâneos para fazer a medição, e na verdade, você terá pequenas fotos de momentos específicos da jornada, você não terá o “filme”. Diferente de quando você faz uma amostragem com bomba de amostragem pessoal ou com amostrador passivo, e que na verdade você tem um filme completo. Os tubos colorimétricos são muito úteis para amostragem do tipo TETO 

Atualmente, existem alguns tubos colorimétricos que podem sim ser utilizados para amostragem TWA, e os agentes são coletados ao longo das 8 horas. Você coloca na zona respiratória do trabalhador e esses amostradores vão coletando esses agentes ao longo das horas. Mas a grande parte desses tubos colorimétricos são utilizados para amostragens rápidas, de curta duração. 

O que é um limite do tipo TETO?  

Limite teto é aquele valor que em nenhum momento da jornada de trabalho pode ser ultrapassado, ou seja, durante as oito horas de trabalho em nenhum momento a exposição do trabalhador pode estar acima do valor teto, estando abaixo a exposição está controlada. 

É uma medida muito rápida, em pontos específicos. Então os tubos colorimétricos podem ser sim uma alternativa eficaz para a amostragem a esses agentes de leitura direta.  

Segundo a NR 15 para substâncias com limite teto, devem ser selecionados 10 tubos colorimétricos com espaçamento de 20 minutos em momentos críticos da jornada de trabalho. 

Uma grande vantagem que você profissional deve ter em mente para o uso desses amostradores é que hoje existem uma infinidade de amostradores para uma gama de agentes químicos, e que às vezes se quer temos um método analítico em laboratório ou conseguimos amostrá-lo em campo.   

 Os tubos colorimétricos são imprecisos e inexatos?  

Isso não é verdade. É preciso estudar muito e entender bem para que servem esses tubos.  Com esses tubos você já consegue ter uma análise semi-quantitativa. Você avalia primeiro, faz o reconhecimento do ambiente de trabalho, identifica os possíveis agentes e se está na dúvida você pode utilizar os tubos colorimétricos para a tomada de decisão. Conseguindo até mesmo uma boa aproximação da quantificação desse agente no ambiente de trabalho.   

Inclusive, existem até tubos colorimétricos que são qualitativos. Ele te dão, por exemplo, quais são agentes que estão presentes no ambiente de trabalho através da mudança de cor. Eles podem sim ser uma ótima ferramenta. O nosso papel como Higienista Ocupacional é gerar valor para as empresas e ajudar na tomada de decisão.  

É importante salientar que quando utilizamos uma bomba aspiradora de dado fabricante, devemos obrigatoriamente utilizar os tubos da mesma marca; caso contrário, podemos obter resultados incorretos. Muitos tubos medem  a concentração de um determinado agente; ou identificam qualitativamente. A faixa de medição, geralmente, inclui a faixa de concentração do contaminante, alguns tubos medem somente altas concentrações e não são aplicados para baixas concentrações. 

Ficou com alguma dúvida? Deixe o seu comentário!  

 A Analytics Brasil além de realizar análises químicas para higiene ocupacional, atentando aos melhores métodos de amostragem de acordo com as necessidades de sua empresa, orientando quanto ao melhor tipo de amostragem, também realiza serviços de assessoria e consultoria em higiene ocupacional, além de oferecer palestras de cunho educativo sobre higiene ocupacional. Contate-nos e saiba mais!  

 

 


Compartilhe:

Av. dos Andradas 3323 - Sala 1108/1109, Santa Tereza - BH/MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

comercial@analyticsbrasil.com.br