(31) 4063-9493 | 3146-9493     comercial@analyticsbrasil.com.br

Conheça 4 doenças ocupacionais causadas por agentes químicos

Por:Redator Analytics Brasil
Análises Químicas

24

abr 2018

Acidentes e doenças ocupacionais têm se tornado um obstáculo nos diversos ramos da indústria. As instituições estão se conscientizando sobre a necessidade e o valor de se preocupar com a Segurança do Trabalho.

Para além de gastos com indenizações, tratamentos médicos e afastamentos, a capacidade de trabalho e a integridade de cada operário precisam ser cuidadas e protegidas. Atividades que envolvem condições arriscadas, manutenção e manuseio de agentes químicos merecem atenção e proteção redobradas.

Você sabe o que são doenças ocupacionais e quais são causadas por agentes químicos? Leia o post e saiba mais sobre o assunto!

O que são doenças ocupacionais?

Doença ocupacional é toda e qualquer disfunção (ou distúrbio) no corpo causada pela alteração na saúde de qualquer empregado, em qualquer setor de serviço. Ela pode surgir de danos vindos de tarefas simples ou complexas e sempre está relacionada ao tipo de função que o trabalhador exerce.

A doença pode ser contraída por meio da exposição do paciente a agentes nocivos à saúde — quando expostos sem proteção ou em níveis acima dos tolerados pela lei por períodos curtos, médios ou longos. Esses agentes podem ser:

  • radioativos;
  • físicos;
  • biológicos;
  • químicos.

As doenças ocupacionais geralmente se manifestam no sistema respiratório ou na pele, são encontradas de diversas maneiras e podem demorar anos para se manifestar. É importante frisar que elas são diferentes de acidentes de trabalho, mas para fins legais, essas doenças são equiparadas a eles, gerando os mesmos direitos.

Ebook_evitar_doenças_ocupacionais

Quais doenças ocupacionais podem ser causadas por agentes químicos?

1. Dermatose ocupacional

A dermatose é uma doença de pele caracterizada por manifestações alérgicas constantes. Essas manifestações podem se dar por meio da formação de bolhas, coceiras, inflamações e descamação da pele.

A exposição prolongada a agentes nocivos químicos, físicos ou biológicos pode afetar o trabalhador. Alta luminosidade ou radiação também podem ser causadores da doença.

2. Câncer

Apesar de ser uma doença que afeta grande parte da população, o que muitos não sabem é que um câncer pode ser desenvolvido em ambientes de trabalho. Tumores de pulmão, pele, fígado, bexiga, laringe e até leucemia podem estar ligados às condições laborais dos operários.

Há uma gama de possibilidades quanto às causas dessa doença, mas a exposição diária a agentes químicos cancerígenos como níquel, cromo, urânio e vinil pode ser uma delas.

3. Doenças respiratórias

Entre todas as doenças ocupacionais, as respiratórias são as mais frequentes, porque muitos fatores podem contribuir para o aparecimento de problemas.

Inalar agentes químicos tóxicos por longos períodos, por exemplo, pode resultar em uma alergia crônica. Caso não seja solucionada, essa alergia pode causar a obstrução das vias respiratórias do colaborador.

A asbestose é uma das doenças respiratórias ocupacionais mais frequentes em trabalhadores que aspiram poeiras com amianto.

4. Problemas de visão

Dependendo da função ou da atividade exercida pelo trabalhador, seus olhos podem estar vulneráveis a vários riscos. A exposição a agentes físicos e mecânicos costuma ser bem conhecida, mas devemos nos atentar também aos agentes químicos, biológicos e ao esforço demasiado.

Essas doenças podem se tornar perceptíveis quando o funcionário começa a sentir leves desconfortos nos olhos, podendo progredir para transtornos mais graves, catarata ou cegueira.

Como evitar doenças ocupacionais causadas por agentes químicos?

Todas as doenças ocupacionais citadas podem ser prevenidas, valorizando a condição laboral dos trabalhadores e motivando um ambiente saudável e produtivo. Toda a equipe de uma empresa tem o direito de trabalhar em perfeitas condições de segurança.

Para isso, conscientize todos a usar os Equipamentos de Proteção Individual (EPIs) destinados a cada função específica exercida. Sua empresa deve disponibilizar todos esses equipamentos, esclarecer a necessidade de usá-los e treinar seus funcionários, criando uma cultura de saúde e segurança.

No entanto, devemos nos lembrar que o uso de EPI não deve ser a primeira medida de controle dos problemas. É importante que as empresas façam análises químicas de ar para antecipar e controlar os riscos químicos.

Estimule o comportamento seguro e, caso seja necessário, contrate uma instituição especializada em áreas de Segurança do Trabalho para reduzir acidentes e diminuir os gastos.

Gostou de saber mais sobre as doenças ocupacionais causadas por agentes químicos? Então siga-nos nas redes sociais (Facebook, Twitter, Instagram e LinkedIn) para ficar por dentro de mais conteúdos exclusivos!


Compartilhe:

Av. dos Andradas 3323 - Sala 504, Santa Tereza - BH/MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

comercial@analyticsbrasil.com.br