(31) 4063-9493 | 3146-9493     contato@analyticsbrasil.com.br

    • (31) 99730-5753

Periodicidade de Calibração e Equipamento

Por:Analytics Brasil
Análises Químicas

05

fev 2019

A Periodicidade de Calibração de Equipamento para a área de saúde e segurança do trabalho é um dos pontos mais polêmicos relacionados com as avaliações técnicas no Brasil. A Norma NBR  7025 não permite que sejam estabelecidos períodos ou intervalos de calibração em certificados. Isso se deve a diversos fatores técnicos inclusive locais onde a instrumentação é utilizada, tempo de uso, fatores ambientais, entre outros.

Estamos recebendo muitas dúvidas a respeito da periodicidade da calibração de equipamentos em Higiene Ocupacional, você tem o conhecimento de quando deve ser realizada a calibração? Não? Então acompanhe este artigo!

A periodicidade de calibração é você quem determina, pois é você o dono do equipamento e devido ao uso reconhece quando é necessário verificar os seus ajustes e identificar os erros.

Mas o que é uma calibração?

Não existe calibração de bomba, o que existe é a aferição da vazão. As bombas são aferidas antes e depois das amostragens utilizando o aferidor de vazão. Apenas o aferidor de vazão é calibrado. Como é comum utilizar o termo calibração para bombas, vamos manter assim, mas entenda que quero dizer aferição.

A calibração é um procedimento que visa encontrar o erro presente no equipamento, ou seja, é necessário comparar os resultados de medição do instrumento com uma referência tida como verdadeira e, se houver grandes distorções, o equipamento é enviado para manutenção.

A periodicidade de calibração é determinada por você, conforme a utilização deste equipamento. Para isso utiliza-se as cartas de controle, é através delas que é medida a variabilidade das calibrações do seu equipamento e é feita a coleta dos dados com o decorrer do tempo.

Fatores que Influenciam na Frequência de Calibração

Lembre-se que a periodicidade pode variar de acordo com o equipamento utilizado, de acordo com as condições de uso, e outros fatores. Quanto mais vezes utilizar o equipamento, maior será o desgaste e as chances de necessitar de ajuste, e com isso maior será a necessidade de calibração.

Vários fatores podem influenciar a frequência da calibração, veja abaixo alguns deles:

a) condição ambiente onde eles são utilizados;

b) condições de transporte no deslocamento;

c) o grau e a severidade das condições de utilização;

d) o tipo de equipamento;

e) as recomendações do fabricante;

f) a extensão dos cabos condutores e suas respectivas qualidades;

g) a exatidão da medição pretendida;

h) a variedade de “operadores humanos”;

i) as informações das tendências obtidas a partir dos relatórios anteriores das calibrações;

j)  a periodicidade  e a qualidade das  operações de calibração  realizadas internamente;

k) a troca de componentes originais por similares.

Não considere a data de calibração fornecida pelo laboratório de calibração, é você quem deve determinar quando o equipamento precisa ser calibrado. Se o seu laboratório enviar um selo com a data da nova calibração, não aceite e peça um novo selo sem a data, pois quem determina é você.

Para saber mais sobre reconhecimento de riscos e sobre Higiene Ocupacional não deixe de curtir as redes sociais da Analytics Brasil!

Confira o vídeo completo, disponível no Youtube, sobre como identificar a Periodicidade de Calibração e Equipamento:


Compartilhe:

Av. dos Andradas 3323 - Sala 504, Santa Tereza - BH/MG

(31) 4063-9493 | 3146-9493

(31) 99730-5753

contato@analyticsbrasil.com.br